“DESCOMPLICA, UNINA!”: ENTENDENDO ADJETIVOS 

Descomplica Unina: Os adjetivos possuem uma característica específica: acompanhar o substantivo dando características a ele. 
Por:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Olá! Vamos dar continuidade aos textos sobre as classes gramaticais. Se você leu os dois últimos publicados aqui no blog sobre substantivo e artigo, viu que estamos passeando  pelo “Planeta Gramática”. Caso queira relembrá-los ou lê-los pela primeira vez, clique aqui.  

Nesse terceiro texto da série de classes/grupos de palavras, vamos ver sobre o  “País Adjetivo”. No “País Adjetivo” “habitam” os termos os quais têm uma característica específica: acompanhar o substantivo dando características a ele. 

Leia também: 5 dicas para professores iniciantes

É sempre importante relembrar que o substantivo é o integrante mais importante do grupo de palavras, é ele quem “dita as regras”, e os outros termos o acompanham. Isso não é diferente com o adjetivo. 

No “País Adjetivo”, moram os “habitantes” (termos) que adoram elogiar, são “os galanteadores”, pois, às vezes, um único substantivo pode receber vários adjetivos (características/elogios). 

Agora que você já tem uma noção sobre eles, vamos ver como podemos usá-los.  

Inicialmente, é importante você saber que os adjetivos quase sempre acompanham o substantivo em gênero e  número/quantidade.  

Veja o primeiro exemplo de adjetivo:

Na frase acima, os adjetivos “pequeno” e “arteiro” estão no singular e no masculino, pois acompanham o substantivo “João”, o qual também está no singular e no masculino. Já o adjetivo “coloridas” está  no plural e no feminino, pois acompanha o substantivo “canetas”, que também está no plural e no feminino.  

Esses adjetivos, os quais acompanham o substantivo de acordo com o gênero (masculino/feminino) apresentado, recebem o nome de adjetivos biformes (duas formas).  

Existem também adjetivos que são chamados de neutros, pois o mesmo adjetivo serve para caracterizar tanto o substantivo masculino quanto o substantivo feminino, eles recebem o nome de  adjetivos uniformes (única forma). 

Esses adjetivos não mudam a sua grafia, independentemente do gênero do substantivo que eles estão acompanhando. Observe essas informações no exemplo a seguir. 

O adjetivo “grande”, em ambas as frases, acompanha o substantivo, indicando uma característica de tamanho. Na primeira frase, o adjetivo “grande” está caracterizando o substantivo masculino “prédio” e, na segunda frase, está caracterizando o substantivo feminino “igreja”

Repare que o adjetivo “grande”, em ambas as frases, mantém-se a mesma grafia, isso quer dizer que ele não alterou a sua forma para caracterizar o substantivo masculino e nem o feminino, por isso, ele é chamado de adjetivo uniforme. É o que acontece também com os adjetivos: gentil, inteligente, feliz, triste, frágil, comum, ruim, simples, leal, etc. Eles também são chamados de adjetivos uniformes.

Leia também: 3 maneiras de se tornar um especialista dentro da sua área de atuação.

Dentro do “País Adjetivo” temos também os adjetivos pátrios que se referem à origem, à nacionalidade de um ser (substantivo), estamos nos referindo ao país, ao estado, à cidade e ao continente de origem do substantivo. Quanto a isso, veja o próximo exemplo. 

Os termos “o jovem” e “a jovem” estão fazendo papel de substantivo e os termos que estão caracterizando-os são os adjetivos pátrios “brasileiro” e “acreana”

Quando estudamos os adjetivos, estudamos também as locuções adjetivas. A locução adjetiva é formada por dois termos (preposição+substantivo) e desempenha o papel de adjetivo, ela é percebida pelo contexto de um texto ou da fala.

Atente-se, no texto de exemplo anterior, os termos destacados em vermelho. Esses termos são chamamos de locuções adjetivas e  estão desempenhando um papel de adjetivo, pois estão caracterizando termos (substantivos) dentro do texto. 

Note que a locução adjetiva “do espaço” caracteriza  o substantivo “garoto” e também o substantivo “nave”, já a locução adjetiva “das estrelas” caracteriza o substantivo “céu”

Muitas vezes, podemos substituir a locução adjetiva por um adjetivo similar, como, por exemplo: garoto espacial, nave espacial e céu estrelado.  

Já com relação à posição dos adjetivos em uma frase, geralmente são colocados depois do substantivo, mas também podem ser usados na frente. Quando isso ocorre, a característica será expressa de uma forma mais enfática. Além da ênfase, também pode ocorrer mudança de sentido. Veja o exemplo abaixo.

Deu para perceber os diferentes sentidos, leitor? 

Outra forma de darmos destaque ao adjetivo é colocando-o depois de um verbo, como apresentado no exemplo a seguir na segunda frase, entre o substantivo “homem” e o adjetivo “mentiroso” tem o verbo “é”

A frase em que a característica “mentiroso” mais se destaca é na frase dois, pois ela é o foco da informação. 

Espero que você tenha “descomplicado” mais um assunto da nossa língua portuguesa. Nos próximos textos do Descomplica, Unina!, vamos dar continuidade a esses grupos de palavras.  

Até lá! 

Gostou? Ficou com dúvidas? Quer sugerir outros temas? Entre em contato com o setor do PROLAC, o Programa de Letramento Acadêmico da Faculdade Unina: carla.sanches@unina.edu.br ; luis.gabriel@unina.edu.br.  

Texto escrito pela professora Carla Emanuelle Sanches. 

 

Tópicos

Sua opinião é muito importante

Gostaríamos de saber como foi sua experiência em nosso site, desse modo podemos estar sempre em constante melhoria.



    Skip to content